Notícias

Para atender às exigências do SPED empresas devem estar atentas à qualidade dos seus dados

Notícia enviada por EPR Comunicação Corporativa

(redacao@epr.com.br)
10/06/2009 às 11:17

O grande número de exigências do projeto de digitalização das informações fiscais e a baixa padronização das informações nas empresas promete gerar uma nova demanda por soluções de qualidade de dados



A preocupação das empresas para a adaptação de suas bases de dados às exigências do SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) é uma das principais razões que resultaram no adiamento da obrigatoriedade de implementação. “Diante deste cenário, as empresas terão que se preocupar com o aprimoramento da qualidade de dados da sua base e com a adoção de ferramentas que auxiliem na validação e padronização destas informações”, afirma Flavio de Almeida Pires, presidente da Assesso, especializada em soluções de qualidade de dados. Prevista inicialmente para vigorar a partir de maio, a implantação do SPED Fiscal foi adiada para setembro, quando mais de 40 mil estabelecimentos serão obrigados a transformar em arquivos eletrônicos as informações repassadas à Receita Federal.



Para decidir pela prorrogação do prazo, a Receita Federal realizou uma pesquisa com 170 empresas de grande porte, na qual percebeu que a maioria não estaria pronta em maio para enviar seus dados no formato eletrônico. A pesquisa apontou que as principais dificuldades encontradas por essas empresas estavam em identificar fornecedores para atender à demanda e a baixa qualidade dos dados, dificultando a adaptação das bases de dados às exigências da nova legislação.



“Desde o ano de 2008, grandes companhias vem nos procurando em busca de auxílio para a reSolução dos problemas relacionados às exigências do SPED. O DataCare, software de qualidade de dados da Assesso, muito utilizado em projetos que envolvem ações de relacionamento com cliente, vem sendo aplicado na estruturação de processos de qualidade de dados para atender ao SPED”, explica Flávio. “É preciso garantir que as informações sejam validadas antes do seu envio, o que torna a qualidade de dados um requisito para o SPED. Esta necessidade obrigará as empresas a investirem na qualidade das suas informações, uma vez que as multas estabelecidas são significativas”, complementa.



Vislumbrando esta demanda, a Assesso oferece ao mercado soluções de Qualidade de Dados para adequar as informações das empresas às exigências do projeto SPED. Este trabalho é feito por meio do uso de uma metodologia própria, software especializado e equipe treinada e com experiência em projetos deste tipo.



Sobre a Assesso: Com 28 anos de experiência, a Assesso é referência no mercado brasileiro de soluções de Qualidade de Dados, tendo desenvolvido mais de 100 projetos em grandes empresas nacionais e multinacionais. Empregando recursos avançados, a empresa desenvolveu o DataCare, o mais bem sucedido software para processos de Qualidade de Dados do mercado brasileiro. Em 2004, seu presidente Flávio de Almeida Pires foi certificado em Total Data Quality Management (TDQM) pelo Massachussets Institute of Technology (MIT) e em 2009, 40 consultores da empresa também receberam certificação TDQM. Entre os clientes estão: Editora Abril, Unibanco, TIM Brasil, Santander, ABN Amro, Oi e Embratel.

 

LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.

"Altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências. (...)
Art. 46. Não constitui ofensa aos direitos autorais:
< I - a reprodução:
a) na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos;
(...)"